Publicidade

sexta-feira, 20 de junho de 2014 Copa do Mundo, Seleção francesa | 19:04

França atropela Suíça e encaminha classificação na Copa

Compartilhe: Twitter
O gol validado de Benzema - mais uma vez ele comemorou mas não ficou com o crédito oficial do tento :( (FFF)

O gol validado de Benzema – mais uma vez ele comemorou mas não ficou com o crédito oficial de um dos tentos :( (FFF)

Soberba num primeiro tempo intenso, e eficiente em momentos-chave do segundo, a seleção francesa meteu 5 a 2 nos suíços, gols de Giroud, Matuidi, Valbuena, Benzema e Sissoko, para os vitoriosos, e Dzemaili e Xhaka, para os derrotados, agora pouco na Arena Fonte Nova, a fonte das goleadas dessa Copa 2014!

Líder isolada do Grupo E, com 6 pontos, a campeã do mundo em 1998 ficou muito perto da vaga antecipada nas oitavas de finais. O resultado de Honduras x Equador não deu a classificação antecipada nesta noite (2 a 1 para os sul-americanos, que assim como os suíços também podem avançar ainda), mas basta um empate justamente contra o Equador para ela se concretizar.

Deschamps promoveu duas alterações na formação que começou o jogo de estreia contra Honduras: Sissoko substituiu o pendurado por cartão amarelo Pogba na volância, e o centroavante Giroud mudou o posicionamento do ataque no lugar do ponta Griezmann. O time nem sentiu, muito pelo contrário, pois aliás poderia tranquilamente ter feito sete em vez de cinco gols.

perfilados-trivela

 Como bem colocou o site Trivela, faltou o momento da Marselhesa no primeiro jogo francês neste Mundial

O placar foi aberto logo aos 16 minutos, com Giroud marcando o centésimo gol francês em Copas de cabeça, pulando atrás de Varane para complementar a bela cobrança de Valbuena. No primeiro erro de passe suíço na saída de bola, a Brazuca veio no pé de Benzema, que arrancou e, no 3 x 2 do ataque francês, serviu Matuidi, que só precisou de um arremate colocado para enganar o goleiro, batendo no canto dele em vez de cruzado.

Quando a Suíça tentava sair das cordas, novo nocaute bleu com um pênalti cavado por Benzema, que acabou castigado na cobrança: deu pouca distância para a bola e o chute não foi nem forte nem no cantinho, possibilitando a Benaglio (quase irmão-gêmeo do personagem SHELDON COOPER…) a rebatida. No rebote, o inacreditável: a bola veio pingando para Cabaye, que meteu a patada e acertou o travessão com o gol vazio!

Poderia ser uma grande injeção de ânimo para o time vermelho, só que a França estava com a cabeça e o talento nos lugares certos. Contra-ataque veloz aos 39 minutos, de Varane para Giroud, o atacante do Arsenal correu pela esquerda e serviu com açúcar e afeto para Valbuena só chapar para as redes. 3 a 0 na primeira etapa e isso porque o arqueiro suíço ainda fez belas defesas.

A Suíça até melhorou depois do intervalo, só que errava nas finalizações. Ao passo que Benzema não poderia passar em branco. Servido por um ótimo passe de trivela de Pogba, o centroavante do Real Madrid girou com estilo para fazer o 4º francês aos 21 minutos. E a máquina não parava! Aos 26, Benzema viu a chegada livre de Sissoko e ele seguiu o exemplo de Matuidi no gol do colega, batendo de primeira, só que desta vez cruzado, para carimbar o quinto.

Juninho Pernambucano, ex-jogador do Lyon e comentarista da Globo nesta Copa, sabe o que diz:

Quando já não dava tempo, os suíços enfim acharam as redes. Na cobrança de falta de Dzemaili, Benzema levantou o pé na barreira, a bola passou por baixo e morreu no cantinho de Lloris. Logo depois, Xhaka complementou ótimo passe de Inler, sem chances para o goleiro do Tottenham. Mas não dava mais tempo mesmo. Nem mesmo, vejam só, para mais um gol francês. Nos acréscimos, BenzeBut concluiu uma jogada para as redes, só que o árbitro holandês Djorn Kuipers não teve bom senso e encerrou a partida seguntos antes!

Um pouco antes, Cabaye conseguiu forçar o cartão amarelo e, como é seu segundo na competição, cumpre suspensão contra o Equador, na quarta que vem, para poder entrar zerado nas oitavas, como Deschamps queria. Uma tarde quase perfeita em Salvador!

Ficha técnica francesa – Lloris; Debuchy, Sakho (Koscielny), Varane e Evra; Matuidi, Cabaye, Sissoko e Valbuena (Griezmann); Giroud (Pogba) e Benzema. Técnico: Didier Deschamps

– Compartilho mais notícias e comentários da França (e da Copa, e do mundo, e da vida…) no Twitter do que aqui, por questões de disponibilidade, agilidade e adequação. Meu perfil lá é @obrunopessa e a hashtag do blog é #leblogdufoot 😉

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.