Publicidade

domingo, 15 de junho de 2014 Copa do Mundo, Seleção francesa | 19:12

França cumpre missão inicial vencendo bem Honduras

Compartilhe: Twitter
O nome do jogo, Karim Benzema, participou dos três gols franceses, com dois para sua autoria, se igualando aos artilheiros do Mundial até aqui, Neymar e os holandeses Van Persie e Robben (AP)

O nome do jogo, Karim Benzema, participou dos três gols franceses, com dois para sua autoria, se igualando aos artilheiros do Mundial até aqui, Neymar e os holandeses Van Persie e Robben (AP)

Estreando na Copa 2014 contra um adversário inferior (teoricamente o mais fraco do Grupo E, atrás também de Suíça e Equador) e inédito, Les Bleus superaram bem a pressão de ter de ganhar, fazendo 3 a 0 hoje em Porto Alegre, no Beira-Rio.

Pela primeira vez em muito tempo num torneio Fifa, não houve a execução dos hinos nacionais pré-jogo, não sabemos se por problema técnico ou que interferisse no protocolo da organização. De qualquer forma, ficar sem ouvir e cantar a Marselhesa é lamentável :(

Dominando as ações desde o princípio, o time de Deschamps conseguiu abrir o placar ainda  no primeiro tempo, evitando o desgaste de jogar contra o relógio no segundo. Pogba foi derrubado por Palacios na área, Sandro Meira Ricci deu pênalti: Benzema deslocou o goleiro aos 45 minutos. No lance do penal, o hondurenho Palacios foi expulso, levando o segundo cartão amarelo (o primeiro fora num entrevero com Pogba).

-> Veja os principais momentos da partida na narração lance a lance do site L’Equipe

Tudo mais fácil para a segundo tempo, a ampliação da vantagem não demorou. Cabaye fez belo lançamento para Benzema na área aos 3 minutos, o centroavante do Real Madrid bateu chapado, cruzado, a bola foi na trave oposta de Valladares e correu rente a linha do gol. O goleiro se atrapalhou ao tentar defender e levou a Brazuca pra dentro antes de tirar rapidamente. A nova tecnologia finalmente foi testada e se mostrou crucial ajudando o árbitro brasileiro a tomar a decisão mais acertada: 2 a 0, gol contra de Valladares.

Deschamps aproveitou para poupar o advertido Pogba, colocando Sissoko. Minutos depois, o também amarelado Cabaye saiu para a entrada de Mavuba. Mesmo com a boa vantagem, a equipe europeia não diminuiu o ritmo e seguiu em cima dos centro-americanos. Valbuena bateu escanteio ensaiado para Debuchy chutar da intermediária, a defesa rebateu mal e ela sobrou fresca para Benzema, que enfiou o pé cruzado e alto, por cima de Valladares aos 27: 3 a 0.

-> Siga de perto a seleção francesa nas redes sociais: os jogadores no Instagram, Facebook e Twitter!

Os minutos finais permaneceram sob controle francês, agora administrando mais até o apito final. A última alteração de Didier foi Giroud no lugar de Valbuena, mantendo a ofensividade, o que foi outro ponto positivo. O prêmio a essa postura foi acabar a rodada na liderança da chave, pois minutos mais cedo a Suiça derrotou o Equador por 2 a 1, então os franceses somam 3 gols de saldo positivo, contra 1 dos suíços.

Acabaram os jejuns de vitórias em Copas (desde a semifinal de 2006) e de vitórias em estreias, que não acontecia desde 1998 (auspicioso, heim!). Confiança mais do que fortalecida para o segundo compromisso, na sexta-feira, o duelo de líderes contra a Suíça (16h, em Salvador). Se mantiverem essa pegada e essa aplicação, somos favoritos novamente!

Ficha técnica francesaLloris; Debuchy, Sakho, Varane e Evra; Matuidi, Cabaye (Mavuba), Pogba (Sissoko) e Valbuena (Giroud); Griezmann e Benzema. Técnico: Didier Deschamps

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.