Publicidade

sexta-feira, 15 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção francesa | 15:48

Euro 2012: Ucrânia 0 x 2 França, hora certa pra chutar o tabu!

Compartilhe: Twitter

Atualizado às 17h57

Depois que a tempestade elétrica em Donetsk permitiu, a seleção francesa fez valer sua superiodade técnica e bateu os coanfitriões com gols de Menez e Cabaye, ambos no segundo tempo. O resultado leva os Bleus para a liderança do grupo D, com 4 pontos, ao lado da Inglaterra, que fez 3 a 2 na Suécia. Na última rodada da chave e perto da classificação, a França encara a já eliminada Suécia, dia 19, terça-feira, bastando-lhe vencer ou empatar para se classificar.

Antes que me perguntem porque o tabu, sendo que a equipe atingiu 23 jogos de invencibilidade (!), explico: desde as semifinais da Copa 2006 que o país não vencia uma partida em copas, e em Eurocopas só havia vencido com as presenças de Platini (campeão em 1984) e Zidane (em 2000) em campo, acredita? Depois de muitos triunfos em amistosos e eliminatórias cá e lá, faltava ganhar quando mais importava, mas agora não falta mais!

Dilúvio interrompeu jogo minutos depois do apito inicial (Reuters)

Blanc fez duas mudanças em relação aos 11 titulares da estreia contra a Inglaterra: Clichy e Menez ganharam as vagas de Evra e Malouda. Chegou a se especular, horas antes, que Nasri e Diarra também poderiam ir para o banco, mas eles seguiram na formação inicial, com M’vila ainda de fora. A Ucrânia foi a mesma que começou a vitória contra a Suécia.

Com apenas 4 minutos de jogo, a chuva virou tempestade em torno do estádio, raios começaram a pipocar e o árbitro holandês Björn Kuipers decidiu interromper a partida, uma medida justificável muito mais por segurança do que pelas condições do gramado. Cerca de 50 minutos depois, o clima melhorou e a bola voltou a rolar. Os Bleus começaram mais agudos, criando boas chances como uma metida de Ribéry para Menez tocar por baixo do goleiro, pena que estava impedido e o gol foi anulado!

Os donos da casa tiveram a primeira grande chance minutos depois, num chute de Iarmolenko que passou perto da meta de Lloris. Shevchenko também fez o goleiro do Lyon trabalhar bem, em seguida, mas o maior volume, posse de bola e volúpia ofensiva foram gaulesas (boas chances com Menez e Mexes), embora a forte marcação ucraniana conseguisse evitar perigos maiores e uma abertura de placar na primeira etapa.

Ao contrário da estreia, quando nem França nem Ucrânia foram advertidas com cartões, excepcionalmente às outras 14 seleções do torneio, Menez levou o amarelo e quase foi expulso por uma falta dura minutos depois. Se na estreia a dificuldade para entrar na área inglesa obrigou os Bleus a abusar dos chutes de longe (um recorde na 1ª rodada da Euro), o 2º tempo minou esse problema. Merecendo abrir o placar, o time assim o fez com Menez, aos 6 minutos, após jogada com Ribéry e Benzema, em contra-ataque, finalmente vencendo o arqueiro Pyatov.

O que era alívio logo virou tranquilidade aos 10, com Benzema novamente dando assistência, desta vez para o elemento-surpresa Cabaye (à la Paulinho, como diriam os corintianos…), que entrou na área e finalizou como se fosse atacante, superando a marcação e o goleiro! Foi o que bastou para a empolgação ucraniana esfriar, Blanc fazer algumas alterações e a vitória enfim ser consubstanciada!

> Veja os melhores momentos e assista aos gols e lances de perigo do jogo

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.